Seriguelas

Texto por Rodrigo Zalcberg e foto por Vinicius NogueiraSeriguelas

 

 

 Quantos amanhãs

 o agora contém?

 

 Num ponto qualquer de uma estrada sem tamanho,

 palavras se confundem tentando se transformar em som

 cheiro

 e sabor,                                                                                                                                                                                                     buscando entre becos sem saída

 (e portos abandonados)

 tradução de momento em verso.

 

 Momento que se planta como semente

 fundo nas estrofes da memória

 pra acontecer pra sempre

 germinando toda a doçura cristalizada num olhar.

 

 Em todo sorriso que se fizer colhido

 haverá uma pista a mais para entender as raízes

 que se espalham por esta terra

 fazendo cada piscar de olhos ser construído por tempos passados.

 

 E é neste esparramar de futuros que as frutas carregam

 que serei

 sempre

 vinhas entrelaçadas de tudo aquilo que foi plantado em mim.

Tags:

Categorias: Entremundos

Conecte-se

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: