Afluência

Texto por Rodrigo Zalcberg e foto por Vinicius Nogueira

esquina

Ao pisar por aquela cidade 

que se confunde com o Rio 

 

que quase corre nas veias de seus habitantes 

e balança carregado em seus falares,

 

mergulhei em suas vidas para entender 

as raízes de nossa diversificada semelhança. 

 

 

Viajante convertido em Januária,

 

abre entre as margens de seu mudo sorriso

espaço para alheias navegações

 

adivinhando em cada gota daquele juntar de afluentes

a profundidade de todos os seres

 

que, como rios 

cortam tempos e mundos

em intermitente existência. 

 

 

E enquanto Januária

partia para subir a Bahia

dentro de barcas de cachaça 

e corações forasteiros,

 

percebi na superfície límpida dos olhos 

daqueles em cujas vidas desaguei

 

que Januária já não era mais

enfim,

 

a mesma.

Tags:

Categorias: Entremundos

Conecte-se

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: