Clipping da Semana

Ato em solidariedade as vitimas das bombas de Israel sobre a Palestina, pela Faixa de Gaza. O ato teve concentraçao na Central do Brasil, onde caminharam ate o Palacio de Itamaraty para a entrega do documento "Somos Todos Palestinos" elaborado conjuntamente pelo Comite em Apoio a Luta das Vitimas da Palestina com outros movimentos sociais participantes da Campanha, pedindo e clamando por paz.   Foto: Midia NINJA

Ato em solidariedade as vitimas das bombas de Israel sobre a Palestina, pela Faixa de Gaza. O ato teve concentraçao na Central do Brasil, onde caminharam ate o Palacio de Itamaraty para a entrega do documento “Somos Todos Palestinos” elaborado conjuntamente pelo Comite em Apoio a Luta das Vitimas da Palestina com outros movimentos sociais participantes da Campanha, pedindo e clamando por paz.
Foto: Midia NINJA

POLÍTICA e SOCIEDADE

“Sou mais cobrado por um ano e meio do que o Governo do Estado por 20” diz Haddad: Em um mês, a insatisfação ao seu Governo foi de 36% para 47%. Entre os jovens, parcela da população que foi às ruas em junho contra a alta da tarifa, sua aceitação caiu 35 pontos percentuais de antes dos atos para o mês passado, embora tenha voltado a crescer neste mês, após a inauguração de uma série de ciclovias. (El País) 

Aécio precisa esclarecer também obra em Montezuma: a história de outro aeroporto pode causar mais aborrecimentos ao presidenciável. E pela mesma razão. Pairam dúvidas sobre a existência de motivações particulares por trás de decisões e obras públicas. A obra em questão foi realizada em Montezuma, pequena cidade de 7,9 mil habitantes no norte de Minas. Ali está uma das duas joias do patrimônio do candidato do PSDB, a Perfil Agropecuária e Florestal. (Carta Capital)

Siro Darlam, o desembargador libertário que concedeu liberdade provisória aos 23 ativistas: Siro Darlan publica suas decisões em um blog. “O pensamento parece uma coisa à toa, mas como é que a gente voa quando começa a pensar. Liberdade, liberdade abre as asas sobre nós” foi o título dado à postagem sobre os Habeas Corpus concedidos aos 23 ativistas. (GGN)

A trajetória de uma declaração distorcida: Lula não disse para jovens pararem de reclamar na internet: O Instituto Lula divulgou um dos oito vídeos da série em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dialoga com a juventude. Na mensagem, ele fala sobre a importância de o jovem ter esperança e ajudar a construir o país que deseja. Após a divulgação, o Estadão trazia a manchete “Em vídeo, Lula sugere que jovens parem de reclamar”. (Instituto Lula)

Para ONU, Brasil é exemplo de como evitar retrocesso em ganhos sociais: Sistemas de resposta podem facilitar ajustes de curto prazo a eventos adversos de maneira a minimizar seus impactos de longo prazo. Tome o Bolsa Família, por exemplo (…): o impacto de um grande aumento nos preços dos alimentos após a crise financeira global de 2008 foi mitigado por transferências de renda maiores. (BBC)

Divisões internas: Ao promover a saída do governo de quem enunciava ideias próprias, Dilma enviava uma mensagem tenebrosa aos membros da administração: seria defenestrado quem se atrevesse a ter iniciativas que não passassem antes pelo seu crivo. Esse talvez tenha sido o primeiro gesto publicamente visível de um estilo de gestão marcado pela obsessão por controle e centralização decisória. (Estadão)

Tange, ferra, engorda e mata: O jornalismo continua o mesmo –mas com maior força de difusão, com a internet, que espalha uma notícia, mesmo falsa, por tantos lugares que se torna impraticável desmenti-la. Um grande veículo publica uma notícia (vazada por autoridades anônimas), com a defesa da parte atingida (normalmente resumidíssima). Centenas de clientes que compram a notícia republicam a informação ignorando a defesa. (Folha)

The president and the pretenders: Around 48% of Brazilians now approve of the president, down from roughly 55% in February. Her fall in popularity is at last beginning to translate into support for her two main rivals: Aécio Neves and Eduardo Campos. They continue to trail Ms Rousseff but the gap has narrowed, especially with Mr Neves. He is now just ten points behind the president. (Economist)

A engrenagem das prisões em massa. O caso Hideki: Como São Paulo (e o Brasil) consegue mandar tanta gente para a prisão se possui uma polícia civil com sérias dificuldades para investigar? Já somos o terceiro País do mundo no ranking de pessoas presas, sendo que nas prisões paulistas há um terço do total de presos nacionais. Como produzimos provas para condenar tanta gente? (Ponte)

Total de mortos pela PM aumenta 111% no Estado de São Paulo: Entre janeiro e junho, 317 pessoas foram mortas por policiais militares em serviço em todo o Estado, o maior número em um primeiro semestre desde 2003 (quando foram 399). O número supera até o emblemático primeiro semestre de 2006, época dos ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC) e consequente reação da PM, quando foram mortas 290 pessoas por policiais em atividade. (Estadão)

Reinaldo Azevedo e a direita delirante: A direita brasileira já foi melhor. Teve nomes como Roberto Campos e José Guilherme Merquior entre seus quadros, formulando sobre teoria econômica e política internacional. Naquele tempo, a direita recorria a argumentos, além do porrete. Hoje restou apenas o porrete, aplicado a esmo sem maiores requintes de análise. (Guilherme Boulos, Folha)

25 de julho: toda mulher negra é um quilombo: A história das mulheres negras no Brasil nunca foi dignamente contada: para a maioria das crianças e jovens negras, há pouca esperança de que aprendam sobre figuras femininas negras em quem possam se espelhar. Mas não por falta de referências reais – pois, à exemplo de Tereza de Benguela, existiram e ainda existem muitas

ECONOMIA

Analista do Santander diz que avanço de Dilma deteriora economia: A redação do texto sobre sucessão presidencial enviado a clientes do Santander partiu da área responsável pelo segmento Select, lançado pelo banco em abril do ano passado para atender clientes de alta renda. Considerado internamente como “lamentável”, o episódio levou à demissão de um funcionário. (Valor)

Copa pode ter influenciado aumento de confiança do consumidor, diz FGV: “a alta da confiança do consumidor é uma boa notícia, mas parte do resultado parece ter sido influenciado pela movimentação em torno da Copa do Mundo nas cidades pesquisadas. Para se confirmar uma tendência mais consistente de alta, será necessário aguardar os próximos resultados”, disse, em nota. (G1)

Brasil obtém permissão da ONU para explorar minério em fundo do oceano: Essa mineração submarina é considerada uma nova fronteira na busca por metais preciosos, como manganês, cobre e ouro, que se tornaram essenciais na economia mundial moderna. A permissão foi concedida pela Autoridade Internacional de Fundos Marinhos (Isba), órgão vinculado à ONU, e confere ao país o direito de atuar por 15 anos em uma área de 3 mil quilômetros quadrados na região do Atlântico. (BBC)

O fantasma da recessão começa a rondar a economia brasileira: É preciso oferecer um farto leque de opções para o crescimento do setor produtivo, que garanta o aumento da oferta e das exportações, que perderam o vigor de outrora com o fim do ciclo de valorização das commodities. Leia-se facilidades para investir, redução de burocracias, e apoio na busca de novos mercados para exportar. (El País)

Inflação perde força na maioria das capitais, diz FGV: Considerando todas as capitais, o IPC-S desacelerou para 0,16% na terceira prévia de julho, depois de avançar 0,24% na semana anterior. Dos oito grupos de despesa analisados pela FGV, seis apresentaram decréscimo em suas taxas de variação, com destaque para os preços relativos à alimentação (de 0,11% para -0,10%), como os de hortaliças e legumes (de -8,16% para -11,78%). (G1)

O recado do BC: O Banco Central não poderia ter sido mais explícito. Em documento divulgado ontem, informou que “a estratégia não contempla redução do instrumento de política monetária”. Ou seja, não vai reduzir os juros. (Raquel Landim, Folha)

O Banco Central injeta 30 bilhões de reais na economia: O Banco Central (BC) do Brasil injetará 30 bilhões de reais para os bancos emprestarem para famílias e empresas, em uma das medidas anunciadas nesta sexta-feira para estimular o cada vez mais discreto crescimento da economia. Além disso, o Banco Central também mudou os critérios relativos à exigência mínima de capital para dar crédito em operações de compra no varejo. (El País)

MUNDO

Podemos viver juntos: Escrevo estas linhas na qualidade de Mensageiro da Paz das Nações Unidas e sem esquecer, em momento algum, que possuo dois passaportes: um israelense e um palestino . Escrevo estas linhas com o coração entristecido, porque vi os acontecimentos das últimas semanas em Gaza confirmarem algo de que sempre estive convencido: que não é possível pôr fim ao conflito palestino-israelense mediante uma solução militar. (Daniel Barenboim, El País)

Quando Israel se sente sitiado: Lembro-me de uma vez ter entrado em uma sala de bate-papo para judeus, antes de viajar para cobrir uma eleição lá, informando que gostaria de manter contato com pessoas comuns, em vez de conversar apenas com os suspeitos de sempre (políticos, autoridades em geral, acadêmicos etc). Primeira resposta obtida: “Em Israel, não há pessoas comuns”. (Clovis Rossi, Folha)

O ruído diplomático entre o Brasil e Israel divide especialistas: O ruído entre os países já provocou o retorno do embaixador brasileiro em Tel Aviv para consultas em Brasília e deu origem a declarações israelenses menosprezando a relevância internacional do Brasil, classificado como um “anão diplomático”. (El País)

Dois pesos, duas medidas, o mesmo alinhamento: Enquanto no caso do avião a nota dominante é a acusação praticamente aberta de que a responsabilidade – direta ou indireta – é da Rússia, no caso do conflito do Oriente Médio a posição é bem mais cautelosa, colocando-se em pé de igualdade Israel e Palestina – como se as duas realidades se equivalessem e não houvesse de fato entre elas uma total assimetria. (Observatório da Imprensa)

A política externa de Aécio: De todos os candidatos, é o ex-governador de Minas Gerais que articulou a crítica mais forte à atual política externa dos últimos governos. Sob as presidências tanto de Lula quanto Rousseff, Aécio argumenta que o Brasil tem mantido laços excessivamente cordiais com regimes autoritários como Cuba e Irã e tem feito muito pouco para promover os direitos humanos e a democracia. Da mesma forma, ele argumenta que convidar Chávez da Venezuela para participar do Mercosul foi um erro. (Oliver Stuenkel, Post Western World)

The Brics have a very serious claim on IMF and World Bank leadership’: if you look at the Brics and the economic changes they are experiencing, it is evident they have a very serious claim on leadership. It won’t surprise me when they make the leadership of the IMF, the bank and other global institutions. (The Guardian)

Why haven’t we talked to Putin? It is late, but not too late. It is impossible to rewind this tape, but even at this late point in the crisis there is no substitute for talks and compromise. A military solution is out of the question. Putin has made it clear that he does not want to send his army into Ukraine. He has also made it clear that he can and fully intends to keep Kyiv from winning the war in Eastern Ukraine by sending more fighters and more weapons there. (Careneggie Endowment)

Tags:

Categorias: Clipping

Conecte-se

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: